Jägermeister e Stone Brewing Lançam Cerveja Colaborativa

A cervejaria californiana Stone Brewing e a fabricante do licor de ervas mais famoso do mundo, Jägermeister, uniram forças para criar uma nova cerveja incrível que é infundida com a mistura secreta de ingredientes do licor alemão.

Fabricada em Berlim e engarrafada com 8,5% de teor alcoólico, a Jägermeister Arrogant Bastard Ale é uma versão ainda mais forte da já potente ale americana da Stone - a Arrogant Bastard Ale - que tem 7,2% de alcool e a seguinte descrição: "essa é uma cerveja agressiva. Você provavelmente não vai gostar. Na verdade, é bem duvidoso que você tenha a sofisticação de apreciar uma ale desta qualidade". 

Como você provavelmente pode adivinhar, a Jägermeister Arrogant Bastard Ale é fabricada com as 56 ervas, raízes, frutas e especiarias encontradas no aperitivo de ervas Jägermeister, ou seja, é uma mistura do c#$%&*, ainda mais se levar em consideração o posicionamento agressivo das duas marcas.

De acordo com a publicação do anúncio, o lançamento exclusivo é "complexo e verdadeiramente único" e mais apreciado "nas noites de outono, acompanhado de uma refeição requintada ou simplesmente oferecido como presente a qualquer apreciador da arrogância e independência líquidas".

Em um vídeo que acompanha o lançamento, o co-fundador, proprietário e presidente executivo da Stone Brewing, Greg Koch, fala um pouco da inspiração por trás dessa colab. 

"Nós gostamos de forçar fronteiras ao longo dos anos. É algo um pouco diferente, [fizemos] uma colaboração com outra empresa que é tão icônica como nós". "Estou ansioso por seus pensamentos", acrescentou Koch, "desde que sejam 'um inferno, sim'", completa no vídeo em inglês.

Com preço de US$ 18 a US$ 22, a produção da Jägermeister Arrogant Bastard Ale será limitada a apenas 20.000 garrafas. Portanto, infelizmente a novidade não deve chegar ao Brasil, mas de qualquer forma, nesse link você pode pesquisar os endereços de onde o produto já está a venda em outros locais.

 


Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados