"Aumento de Imposto para a Cerveja, não!" - Presidente descarta sugestão de Guedes

Cerveja -

"Aumento de Imposto para a Cerveja, não!" - Presidente descarta sugestão de Guedes

O presidente Jair Bolsonaro negou nesta sexta-feira a criação do chamado “imposto do pecado”, anunciado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em Davos.

O ministro participou, a partir de terça-feira (21) do Fórum Econômico Mundial que acontece todos os anos em Davos, na Suíça e anunciou dentre outras coisas um estudo de viabilidade da criação do que chamou de “imposto do pecado”, que atingiria produtos que indiretamente causariam riscos às contas do estado: “Eu pedi para simular tudo. Bens que fazem mal para a saúde. Caso queiram fumar, têm hospital lá na frente” afirmou o ministro. Dentre os produtos elencados estão o cigarro, bebidas alcoólicas e doces.

Segundo ele estes são produtos que a longo prazo causam prejuízo à saúde do consumidor, o que consequentemente gera custos para o Estado.

Porém hoje (24) ao desembarcar em Nova Delhi, o presidente Jair Bolsonaro foi questionado por jornalistas sobre a declaração de Guedes e foi claro: “Não terá qualquer majoração da carga tributária”. Ele ainda disse que segue as opiniões do ministro em 99%, mas não no caso do aumento de imposto da cerveja.

E você o que acha sobre o aumento, apoia a medida?


Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Sale

Unavailable

Sold Out